quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Documento Histórico - Relatório da Companhia Balneária Ilha de Santo Amaro, apresentado em assembléia geral ordinária de 30 de março de 1897


Foto postal do Guarujá, retratando o Grand Hotel La Plage I.

Tópico 0918


Reprodução do texto original do Relatório da Companhia Balneária Ilha de Santo Amaro, publicada no jornal O Estado de São Paulo, em 28 de março de 1897, folhas 3.

Mantida as características da linguagem de época sem qualquer tipo de modificação.



RELATÓRIO

da Companhia Balneária Ilha de Santo Amaro, apresentado na assembléia geral ordinária em 30 de março de 1897.


Srs. accionistas ; 

Assumindo-a em 1º de dezembro a superintendência da companhia, para a qual fora nomeado em assembléia geral extraordinária de 28 de novembro último em observância dos estatutos apresento-vos o balanço do activo e passivo em o anno de 1890, acompanhado do relatório demonstrativodo estado da companhia.


PROPRIEDADE DA COMPANHIA

Além dos terrenos adquiridos a títulos diversos e não transmitidos, a companhia possue:

o hotel,
o cassino,
o theatro,
a casa de máquinas para a iluminação eléctrica,
quarenta casas, sendo 33 de madeira e 7 de tijolos,
a estação em Guarujá e os quartos dos banhistas,
a olaria,
a linha férrea bifurcada para a Costeira e Itapema com o respectivo trem rodante,
diversos ranchos no Guarujá e no Itapema e os quartos juncto á ponte na Costeira,
cinco lanchas a vapor, 4 alimentadas a carvão e 1 a kerosene, botes e lanchas para carga,
a officina,
as pontes na Costeira, Itapema e Paquetá.


O hotel, o cassino, todos os chalets de madeira, a estação, os quartos dos banhistas reclamaram e reclamam providências importantes e urgentes; taes quaes a pintura em geral, concertos ou substituição dos soalhos das varandas, das venezianas e das ferragens.

O theatro da mesma fórma, porque a parte da madeira está bastante estragada.

A casa das machinas para a illuminação faz honra à companhia, pela installação e conservação dos apparelhos e materiaes em perfeito estado.

A olaria continua arredada ao dr. A. Lanciarini na fórma do contracto, que expirará em 1900.

A linha férrea funcionava e funciona regularmente, sendo satísfactorio o estado de conservação do leito em diração ao Itapema, dependente com tudo de assíduos cuidados para dar sahida as águas das chuvasaccumuladas ás margens e que poderiam infiltrar-se no aterro e ocasionar o respectivo abatimento.

A parte da linha em direcção á Costeira só é transitada até a olaria e por isso não é conservada.

A ponte na Costeira achava-se abandonada e hoje está em boa parte desmanchada para aproveitarem-se as madeiras.

A ponte no Itapema, com quanto apparentemente em perfeito estado e em serviço constante, carece  de ser consolidada, sob pena de abster em momento mais ou menos próximo, podendo ocasionar facto lamentavel.

O trem rodante achava-se achava-se quasi todo em mau estado e apesar de muito melhorado, exige ainda trabalhos e despesas não pequenos : sómente uma locomotiva funcionava regularmente e duas estavam de todo fora do serviço por damnificadas, mas agóra funccionam tres e em breve funccionará a quarta.

Um dos carros de 1ª classe estava fora do serviço por muito estragado e já está em termos de voltar ao trafego, de todo restaurado.

O carro mixto de 1ª e 2ª classes trabalha muito mal em virtude do mau estado das rodas e em breve será retirado do serviço para substituir estas e fazer outros reparos.

Achando-se brek muito deteriorado, fil o substituir por um feito na officina aproveitando-se para isso a mesa de um wagon de lastro pequeno.

Tres wagons grandes de lastro estavam e ainda continuam em mau estado a servir nos trabalhos de aterro  ; mas está providenciado para sua reconstrucção em breve tempo.

Pretendo converter em carro de 2ª classe o antigo brek, muito grande e pesado para o serviço diário, e farei outro brek de outro wagon de lastro pequeno actualmente fora do serviço.

São precisos e vão ser encommendados jogos de rodas, que possam substituir, quando convenha, as dos diversos carros que tenham se estragado, evitando-se o que agóra acontece inutilisar-se um carro sómente pelo mau estado das rodas.

Os ranchos em numero superior a vinte, esparsos aqui e alli no Guarujá e no Itapema, são da peior construcção e sua permanencia é inconveniente. Fechados e cobertos por folhas de zinco, em geral velhas e de pedaços de madeiras, sem pintura, fazem pessima impressão, além de acommodarem pessimamente os operarios empregados da Companhia.

Os quartos da costeira conservam-se em bom estado e faço diligencia por aluga-los.

Encontrei o material da navegação em tristes condições, quasi em termos de ser suspenso o serviço ou lançar mãos de lanchas alugadas e, apezar de meus continuados esforços, é preciso confessa-lo, não esta em pé conveniente.

Esse serviço da navegação exige os maiores cuidados e toda energia para ser levado a condições satisfatórias, por que depende de pessoal da peior espécie.

O vapor São Paulo - ha muitos mezes - está no porto do Rio de Janeiro a fim de ser vendido, sem que isso tenha sido conseguido, fazendo entretanto despesa mensal superior a seis contos mil réis.

Examinado - ha pouco - o estado do casco e das machinas e orçados os concertos, importariam estes em mais de quarenta contos de réis , o que não convém despender, principalmente, por que esse vapor, depende de custeio elevado, póde ser dispensado.

Já em novembro último o "Santos" estava em concertos e em princípios de dezembro, verificada a necessidade de grandes reparos, esta recebendo reforma quasi radical.

Infelizmente na cidade de Santos faltam muitos recursos e por isso, apezar dos meus esforços, ainda se conservará fóra do serviço talvez por mais de um mez.

A barca "Guarujá", a que melhores serviços tem prestado, também necessitava de reparos, comquanto estivesse trabalhando.

Tornando-se impossível o ser serviço esteve dezesseis dias recebendo concertos quaes foi encarregado o sr. João Paiva, Industrial em Santos, mais infelizmente, dentro em breve será preciso encalha-la para remediar defeito talvez consequente á má execução dos trabalhos feitos.

Não escapou também a costeira , que ainda ultimamente careceu da substituição de tubos de caldeira.

A "Santo Amaro", alimentada a kerosene, ha muito que não trabalha por desmancho na machina. Falta em Santos quem a concerte.

Em Janeiro tive notícia de que Armino de tal, industrial com officina em Santos, tinha competencia para concerta-la e com elle constractei o serviço por oito conto de réis, pagaveis somente depois de er ficada a perfeição do mesmo pelo funccionamento normal da machina.

O concerto deveria estar concluido a 28 de fevereiro p. p e até esta data não foi iniciado, o que para mim significa a desconfiança do industrial da própria capacidade para a execução do serviço.

Tendo sido encommendada para a Europa nova barca á kerosene , maior do que a Santo Amaro, mandou-se contractar profissional que com ella venha e trabalhe : Espero a vinda desta para reparar aquella machina de construcção e funccionamento semelhante.

Ha dois botes em bom estado, ainda reparados ultimamente, dois carecem de não pequenos concertos e dois acompanharam segundo dizem-me, o vapor "São Paulo".

Das tres lanchas de carga - uma trabalha a outra vae ser reparada e uma parece condenada por incapaz.

A officina mal merece este nome : sob telheiro mal construido e conservado ameaçando desabar , trabalham os mechanicos da comanhia, guardam-se alguns dos carros e locomotivas, estão collocadas e funccionam as poucas e pequenas machinas para os serviços de ferreiro, ajustadores, encanador e carpinteiros.

Além da construcção não offerecer a segurança necessaria, o interior do telheiro é lavado pelas chuvas , que interrompem os trabalhos e danificam tudo , especialmente os carros  e as locomotivas que ficam expostos as intemperies, porque além de tudo o telheiro não tem a capacidade para resguarda-los.

Sob esse telheiro ha também um vapor, que poderá servir de motor em officina regular, embóra modesta e adequada sómente ás exigencias dos serviços da companhia.

Tendo pedido ao muito competente dr. Gustavo da Silveira, plano e orçamento para construcção da officina em taes condições, já foi o meu pedido satisfeito e o orçamento conforme o plano em meu poder é de R$ 38.500$000.

Ha ainda, na officina uma machina de fazer gelo, em mau estado, a qual não deve ser conservado, porque além da elevada importância dos concertos, seria o custeio dispendioso e diffícil, assim como a sua conservação.


ESTADO FINANCEIRO DA COMPANHIA


É irresistível a eloquência dos algarismos !

O balanço que submetto á vossa consideração, se não é de todo desamimador obriga a cogitações muito sérias, infunde receios muito justificados aos que tem seus capitaes comprometidos na empreza, cujo activo e passivo elle demonstra.

Consta desse documento um débito a 31 de dezembro de 1896, na importância de 2.348:085$120, 2.000:000$000 representados por debentures emittidos e 348:035$120 em que importem diversas contas e é de meu dever declarar-vosque essa quantia não significa a realidade das responsabilidades actuaes, não só porque a casa Prado, Chaves & Comp. tem fornecido de 1º de janeiro  até esta data a quantia de R$ 28.297$350 para occorrer ao pagamento  dos deficits verificados, como também por que além dos débitos escripturados ha outros, que sóbem a somma superior a cem contos de réis, sobre cujas importâncias ha duvidas e reclamações da Companhia , como por exemplo para com a casa Lidgerood e a Companhia Mechanica e Importadora, como ainda porque nesta data deve ainda a Wilson Sons & Comp. cerca de 17:054$760 de fornecimentos atrazados e á Companhia Dócas de Santos cerca de 2:100$000; sendo que esta última está assim reduzida, por que obtive a reducção do aluguel mensal da ponte no caes de Santos de R$ 600$000 à 300$000, a contar de fevereiro de 1896 e em relação áquella consegui que não fossem contados juros sobre o total da divida de 31 de dezembro - superior a R$ 26:000$000.

Po outro lado o activo da Companhia deve ser calculado actualmente em valor muito menor. Os edificios, em parte deteriorados e necessitados de grandes concertos, tem certamente valor muito inferior ; o material da navegação vale muito menos do seu custo ; parte ao menos do trem rodante  da linha ferrea tem também diminuído em valor e algumas verbas da receita estão reduzidíssimas.

A renda do Cassino é insignificante ou quasi não há renda ; a do hotel desde dezembro é nenhuma em relação a despesa indispensável e, chegados os mezes de frequencia de hospedes, os saldos apurados mal darão para compensar as despesas de agóra com a compra de louças, roupas, muitos outros objectos para decente tractamento e sobre tudo com os concertos e pintura das varandas.

Os chalets alugados produzem menos de dois terços do que deveriam produzir mensalmente por acharem-se muitos desoccupados : a 30 de novembro sómente havia 23 chalets occupados , produzindo apenas 5:125$000 apezar da elevação dos alugueis ; a 28 de fevereiro, apezar da reducção nestes, havia sómente 28 alugados rendendo 5:471$000; entretanto que o aluguel mensal de todos seria superior a nove contos de réis.

A falta de qualquer divertimento, a diminuição de moradores e de hospedes no Guarujá paralysaram quasi totalmente a concorrência de visitantes e, pois, não sómente isso contribuiu para a diminuição dos resultados do hotel, como também reduziu a renda produzida pela venda das passagens e transporte de cargas.

Consequentemente  não há mez que se liquide sem deficit, para cujo preenchimento suppre a casa Prado, Chaves & Comp, com as quantias precisas, como já vos disse.

Entretanto é neste estado difficultoso que urge a necessidade da execução de serviços importantes, indispensaveis, inadiaveis, se a Companhia quizer obstar a deterioração completa da sua propriedade, a suspensão do trafego da linha férrea e das barcas e crear elementos de vida e prosperidade para a sua empreza.

A não execução da pintura e das reformas e substituição dos soalhos, das venezianas e das ferragens, importará na ruina completa dos edifícios de madeira dentro de pouco tempo ; a paralysação dos concertos
das barcas e do trem rodante, acarretará o despovoamento do Guarujá ; não consolidar a ponte de Itapema virá manter perigo constante aos que por ali transitam.

É urgentíssimo attender de prompto a esses serviços.

E não menos precisos, apezar das dificuldades da companhia, são os seguintes :

( a ) construir casas de alvenaria, baratas, para operários, serventes e banhistas que só possam dispor de parcos meios;

( b ) construir estabelecimento balneário com banhos de água salgada e doce, quentes e frios, de imersão e em duchas, salas de gymnastica e patinação ; 

( c ) construir a officina conforme o plano organizado ; 

( d ) estabelecer linha telephonica ou telegraphica que lighe o Guarujá a Santos e além ;

( e ) arcar meios de divertimento e distracção.


A construcção de casas alêm de offerecer abrigo conveniente e necessário aos operários concorrerá para o embellezamento da villa, fixará no logar pessoal para o serviço domestico, hoje muito difficil e fará aumentar o número de frequentadores para a estação de banhos, tornando o Guarujá acessivel à todos.

Não constituirá sacrificios, porque dará renda remmuneradora.

O estabelecimento balneário será a realização da idéa contida no n. 3, do art. 1º dos estatutos, um attractivo real e poderoso para o Guarujá, porque os banhos de mar não convém para muitos doentes, que encontrarão nos de outra especie o remédio desejado.

A construcção da officina é inadiavel e o onus por ella produzido será perfeitamente compensado pela facilidade, promptidão e economia nos serviços da companhia.

Não sei se o estabelecimento da linha telephonica ou telegraphica produzirá renda direta immediatamente, mas sei e todos o reconhecerão que concorrerá e muito para a prosperidade da Companhia e do desenvolvimento do Guarujá, facilitando as communicações para toda parte e consequentemente destruirá de vez a unica razão poderosa contra a procura dessa linda e saudavel povoação, onde, a largos orvos de purissima brisa do oceano alcutam-se e vivificam-se os organismos.

Promover divertimentos lícitos é dever e interesse da Companhia. Os há muitos e a escolha não será difficil: faz-se necessaria resolução sómcate.

Pensar-se que somente o jogo illicito acarretará a prosperidade e engrandecimento do Guarujá, é um erro. 

Resume-se a Companhia, dispenda os seus capitaes com critério e proveitosamente e não será impossivel futuro compensador.


MEDIDAS A ADOPTAREM-SE


Esta denunciada a minha convicção a respeito do futuro da Companhia.

Administrada como actualmente em hesitações constantes, confinda no imprevisto cada vez mais agravando as suas responsabilidades, sem contar com recursos para solve-las, só tem e só terá diante de si o anniquilamento completo.

A tibieza na adopção das providências prolongará apenas o estado penoso actual  : é necessaria resolução prompta e energica.

As providências são intuitivas :

1º resolver novas chamadas,

2º pedir auxilios ao poder público.

A Companhia tem capital não realizado no valor de R$ 80 $000 e tanto não será preciso para os melhoramentos agóra necessários.

Faça a Companhia chamadas nos termos dos Estatutos, podendo dar-lhes maiores intervallos, com a clausula terminante de ser o preducio dellas applicado exclusivamente ás obras urgentemente necessárias aos melhoramentos inadiaveis.

Essa medida que seria impossível em outras condições é perfeitamente realizável em relação á Companhia pelas condições especiais de seus accionistas.

Penso que adota-la será a salvação da Companhia, se houver critério nos dispendios.

Pedir auxilio ao Poder Público é um direito da Companhia.

Ella promoveu com capitaes próprios a installação e desenvolvimento de uma villa, sem dúvida de utilidade pública, prestando um serviço ao Estado , porque beneficiou-o com o estabelecimento de estação balneária que é a admiração e o encanto de extrangeiros que não não lhe conhecem rival pelas bellezas naturaes da situação.

A sua custa forma estabelecidas e são custeadas as vias de communicação - marítima e férrea para pessoas e cargas: construiu uma rêde de esgottos que serve gratuitamente a população ; realizou a canalização de água potavel, fornecida por preço minimo aos habitantes das suas casas e das particulares e usada gratuitamente pelos demais habitantes moradores de ranchos, empregados ou não empregados  seus ; installou a illuminação electrica, de modo a ser considerada, senão a primeira, uma das melhores do Estado e, se recebe remuneração á taxa fixa dos habitantes das casas, a mantém gratuitamente nas ruas da povoação.

Parece que bem e justiceiramente merece auxilio dos poderes públicos.

O thesouro do Estado auxilia sem distinções todas as localidades do Estado para o serviço dos respectivos saneamentos : exgottos e canalização de águas são feitos a custa da renda estadoal e ainda sobre esta pesam outros serviços sob a mesma verba : porque não merecer a balmaria algum favor, especialmente quando o Guarujá offerece abrigo nas eocas epidemicas ?

Parece-me claro o seu direito e convicto lembro á companhia a conveniência de requere ao digno presidente do Estado uma subvenção, cuja importância elle determinará.

Além dessas que considero providências capitaes, a companhia poderá adoptar outras, que servirão de auxilio no momento actual.

Tres locomotivas são sufficientes e por tanto se promoverá à venda de uma, assim como a do vapor "São Paulo" - esta pelo preço encontrado, porque além de tudo evitará a despesa feita actualmente.

Convêm vender terrenos e casas, barateando para isso os respectivos preços, porque disso resultará a salutar consequência de argumentar o número dos interessados pelo futuro de Guarujá, além de que disso provirá augmento de renda para a companhia pelo augmento de trânsito nas suas linhas.

A companhia tem muitos objectos de que não carece e mais ou menos vendaveis e deverá dispôr de tudo quanto não for-lhe preciso.

Julgo ter dito o conveniente para guiar-vos em vossas deliberações.

S.Paulo, 15 de março de 1897.

O superintendente,


***********************************************************************************************************************

Marcelo Gil é Conciliador e Mediador Judicial capacitado nos termos da Resolução nº 125 de 2010, do Conselho Nacional de Justiça, pela Universidade Católica de Santos. Mediador capacitado para a Resolução de Conflitos Coletivos envolvendo o Poder Público, pela Escola Nacional de Mediação e Conciliação do Ministério da Justiça - ENAM-MJ. Pós-graduado em Docência no Ensino Superior pelo Centro Universitário SENAC. Gestor Ambiental capacitado em Gestão de Recursos Hídricos pelo Programa Nacional de Capacitação de Gestores Ambientais - PNC, do Ministério do Meio Ambiente, inscrito no Conselho Regional de Química da IV Região e no Conselho Regional de Administração de São Paulo. Graduado pela Universidade Católica de Santos, com Menção Honrosa na área ambiental, atribuída pelo Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas - IPECI, pela construção e repercussão internacional do Blog Gestão Ambiental da UNISANTOS. Corretor de Imóveis desde 1998, agraciado com Diploma Ético-Profissional pelo CRECI-SP. Inscrito no Cadastro Nacional de Avaliadores do COFECI. Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias com atuação no Poder Judiciário do Estado de São Paulo. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - PROTESTE. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Academia Transdisciplinaria Internacional del Ambiente - ATINA. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Membro da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis. Membro do Grupo de Pesquisa 'Direito e Biodiversidade' da Universidade Católica de Santos. Membro da Rede de Educação Ambiental da Baixada Santista - REABS. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.


Contato : (11) 97175.2197, (13) 99747.1006, (15) 98120.4309 /// E-mail : marcelo.gil@r7.com

Skype : marcelo.gil2000i /// Facebook : Corretor Marcelo Gil /// Twitter : marcelogil2000i

No GOOGLE procure por Corretor Marcelo Gil.

Per fas et nefas, Laus Deo !!!
(Por todos os meios, Deus seja louvado)


***********************************************************************************************************************

Link desta postagem ;

             
***********************************************************************************************************************

Um comentário:

  1. Conheça todos os tópicos publicados.

    Acesse: www.marcelogil2000i.blogspot.com

    ResponderExcluir